Marketing nas redes sociais para iniciantes: quais são as redes sociais mais indicadas para a sua marca?

Fevereiro 21, 2018

Social media marketing for retail | Shopify Retail blogMesmo que você ainda não faça uso de estratégias de marketing nas redes sociais para promover sua empresa, é inegável que existem diversas oportunidades de se fazer negócios. 

Segundo a pesquisa Digital in 2017 Global Overview, realizada pelo site We Are Social e pela HootSuite, mais de dois bilhões de pessoas no mundo todo acessaram mídias sociais naquele ano (34% de penetração); cerca de 1.61 bilhão delas compraram produtos pela internet (22% de penetração).

Além disso, a maioria dos usuários de mídias sociais estão conectados através de um aparelho celular. A cada ano, cresce o número de transações comerciais realizadas com dispositivos móveis; por isso, diante desse cenário, fica claro que há de fato grandes oportunidades para os lojistas que marcam presença nas mídias sociais.

No Brasil, segundo dados do Cetic.br, 78% dos usuários da internet estão em alguma rede social, e a pesquisa Social Media Trends, realizada pela agência de pesquisa Inteligência Rock Content, entre outubro e novembro de 2017, revelou uma distribuição equilibrada de usuários de mídias sociais entre homens e mulheres: 47,4% e 52,6%, respectivamente, e a maior parte dos usuários se situa na faixa etária entre 24 e 39 anos.

Perfil demográfico dos usuários de mídias sociais no Brasil, segundo o relatório Social Media Trends 2018

Imagem: Social Media Trends 2018

O estudo foi conduzido com 1730 participantes: 1278 representantes de empresas e 452 usuários de redes sociais, com o seguinte perfil: público de alta escolaridade (mais de 90% dos respondentes declararam ter ensino superior incompleto, completo ou pós-graduação). 

Percentual de usuários por mídia social no Brasil, segundo o relatório Social Media Trends 2018

Imagem: Social Media Trends 2018

Mas não se deixe levar apenas pelos números; também é muito importante ter em mente o perfil dos usuários de cada mídia social. Simplesmente postar o mesmo conteúdo (com o mesmo texto e as mesmas imagens) em todos os seus canais de mídias sociais não é a melhor maneira de diversificar sua presença nas mídias sociais. 

Cada canal tem públicos diferentes, diversos tipos de conteúdo que funcionam melhor e contextos distintos de uso por parte dos consumidores. "Tem muito mais a ver com o público que você está tentando atingir", diz Anna Sullivan, cofundadora e estrategista da agência de marketing de mídias sociais The Creative Exchange.

No entanto, com tantas redes sociais por aí (e atualizações de algoritmos e novas diretrizes para as marcas), é difícil saber qual é o primeiro passo a tomar. A maioria dos especialistas concorda: escolha uma mídia e, depois de conhecê-la bem, vá para a próxima. Mas por onde mesmo é bom começar? Descubra a resposta neste artigo!

Comece com uma estratégia de marketing de mídias sociais

Pergunte a qualquer especialista em redes sociais qual é o primeiro passo e provavelmente ele vai ressaltar a importância de adotar uma estratégia. Mesmo que você não tenha conhecimento e experiência, tempo ou dinheiro para criar uma estratégia de marketing de mídias sociais, você pode, ao menos, definir metas para o resultado que deseja obter através delas.

Sullivan sugere que você se pergunte por que deseja estar presente nas mídias sociais. “Quais são os seus objetivos gerais de marketing e como as mídias sociais podem ajudar você a atingir esses objetivos com mais rapidez ou de uma forma diferente”, aconselha. “Muitos lojistas pensam que, se todas as outras empresas estão presentes nas mídias sociais, a deles também precisa estar”.

Muitos lojistas pensam que, se todas as outras empresas estão presentes nas mídias sociais, a deles também precisa estar.

Ao estabelecer metas através de uma estratégia clara de marketing de mídias sociais, você consegue monitorar seu desempenho e progresso para alcançar esses objetivos. Caso contrário, é difícil medir o impacto comercial de seus esforços.

Sua estratégia também serve de roteiro; assim, caso ocorram trocas na equipe ou se vários funcionários forem responsáveis pelo fornecimento de conteúdo para suas páginas, perfis ou canais nas redes sociais, você garante que todos tenham a mesma orientação e o resultado seja uma experiência alinhada

“Após a definição da estratégia, tudo se ajeita”, tranquiliza Sullivan. “Os lojistas que não começam com uma estratégia acabam não se posicionando nem se apresentando de forma clara, mas de maneira inconsistente, o que não pega bem para a marca.”

Em resumo, sua estratégia de marketing nas redes sociais deve conter as seguintes ações:

  • Definir metas
  • Identificar o público-alvo
  • Ter competitividade
  • Selecionar os tipos de conteúdo mais apropriados para determinados canais (vamos abordar esse assunto novamente mais adiante)

Sullivan também sugere que seja feita uma análise dos dados atuais da empresa a fim de se obter outros insights. Talvez o Pinterest esteja direcionando um fluxo enorme para seu site, ou quem sabe os clientes que compram em sua loja física postem, com frequência, fotos de sua loja no Instagram.

Avaliando suas opções: descrição dos principais canais de mídias sociais

Presença das empresas brasileiras nas mídias sociais, segundo o Social Media Trends (Comparativo 2017-2018)

Imagem: Social Media Trends 2018

Ainda segundo a pesquisa, 94,2% das empresas respondentes estão presentes nas mídias sociais, e 62% dessas empresas acreditam que as mídias sociais desempenham um papel muito importante para os negócios.

Por exemplo, muitas empresas usam o Twitter para dar suporte ao cliente e fazer anúncios, enquanto o Facebook é mais direcionado aos esforços de construção de relacionamentos. Mas esses são apenas duas das opções de canais de mídias sociais que você pode explorar. Para ajudar você a escolher, veja a seguir uma lista com as mídias citadas acima e informações sobre como aproveitar o potencial de cada uma.


Você tem uma ideia de negócios?

Comece o seu teste grátis de 14 dias da Shopify hoje mesmo, sem precisar de cartão de crédito!


 

Facebook

O Facebook é o primeiro canal que vem à mente; é o mais utilizado pelas empresas (98,8%) e pelos usuários de internet (95%); por isso, é uma opção viável para vários tipos de lojistas. A maioria dos usuários do Facebook faz login na plataforma diariamente. É usado por homens e mulheres quase na mesma proporção e, apesar da crescente popularidade de outras plataformas, continua sendo acessado por 93,8% das pessoas entre até 24 anos. O único público que talvez você não atinja é o formado pelas pessoas com mais de 65 anos, já que pouco mais de um terço dessa faixa etária acessa o Facebook.

Só porque quase todo mundo está no Facebook não significa que quase todo mundo vai ver suas postagens. "No Facebook, agora, o que conta é poder bancar para entrar no jogo”, diz Sullivan. "Se você não tiver dinheiro para gastar lá, sua página nunca vai crescer".

Com as mudanças ocorridas nos algoritmos ao longo dos anos, nem todas as postagens são vistas por todos os seus seguidores, mesmo aqueles que clicaram nos botões "Curtir” e “Seguir" em sua página.

Veja essas dicas de como aproveitar melhor o Facebook:

  • Crie eventos no Facebook para promover atividades na loja ou grandes inaugurações
  • Faça anúncios no Facebook para oferecer ofertas exclusivas, resgatáveis ​​na loja
  • Compartilhe conteúdo sobre a entrada de itens novos na loja; adicione fotos (as fotos quadradas ficam melhores no Facebook e nos dispositivos)
  • Lembre-se de interagir com seus seguidores no Facebook, respondendo aos comentários e às perguntas

Twitter

Os usuários do Twitter são mais maduros: quase metade dos usuários têm 40 anos ou mais. Há menos usuários que acessam diariamente, em comparação com outras mídias; outros estudos apontam que um terço dos usuários entram na plataforma com intervalo maior do que uma semana. Além disso, o Twitter requer a produção de muito conteúdo.

Se você não tem muito a dizer ou não sabe como participar de conversas, o Twitter não é a melhor opção.

Veja essas dicas de como aproveitar melhor o Twitter:

  • Recorra às ferramentas disponíveis para aproveitar a plataforma ao máximo
  • Use o Twitter para gerenciar problemas de atendimento ao cliente e responder a consultas
  • Os conteúdos de notícias reinam absolutos; divulgue as atualizações e novidades em sua loja e no setor em que você atua
  • Siga o exemplo de empresas bem-sucedidas no mercado, como a Mundo Verde, que criou a própria voz nos confins do universo do Twitter por meio de posts informais e objetivos que buscam uma identificação com os desejos dos consumidores.

Instagram

O Instagram, que o foi comprado pelo Facebook em 2012, rapidamente juntou-se ao grupo das redes sociais mais utilizadas. Cerca de 80% das empresas pesquisadas pela Inteligência Rock Content e quase 90% dos usuários da Internet estão no Instagram, com mais de metade deles nas faixas etárias até 24 anos e entre 25 e 29 anos. Se o seu mercado-alvo for composto por um público mais jovem, o Instagram é uma ótima plataforma a ser testada. Você pode ganhar dinheiro no Instagram, independentemente do número de seguidores; no entanto, siga estas dicas para aumentar o número de seguidores e curtidas na plataforma. 

O Instagram é uma plataforma altamente visual; portanto, se você não tiver conteúdo, talvez não consiga chamar muito a atenção. Os lojistas das indústrias de moda, cosméticos e alimentos normalmente se dão bastante bem nessa mídia social.

 Veja essas dicas de como aproveitar melhor o Instagram

  • Selecione, organize e apresente algum conteúdo gerado por usuários que seja atraente, para aliviar a carga sobre você e sua equipe (apenas garanta que as imagens destaquem a marca!)
  • Aproveite as ferramentas que estão disponíveis para turbinar o marketing nas redes sociais
  • Envie seus produtos para influenciadorese peça que promovam seus produtos e sua marca em seus próprios canais
  • Crie uma biblioteca de conteúdo com fotos e e vídeos que sirvam de material para suas publicações

  • Explore fotos que tenham marcado sua loja e veja quem está postando o quê; pense em como você pode integrar as mesmas ideias ao conteúdo que você publica

  • Utilize o recurso Instagram Stories em estratégias de marketing

LEIA TAMBÉM: Confira nosso artigo sobre como usar o Instragram para vender mais.

Pinterest

O Pinterest tem algo peculiar no Brasil em relação a outras mídias sociais:, segundo a pesquisa Social Media Trends 2018: a base de usuários é dominada por homens (a plataforma é acessada por 49,5% dos homens e 28,6% das mulheres). Além disso, a frequência de uso é menor entre aqueles com mais de 40 anos de idade, em comparação às demais faixas de idade.

O Pinterest também não é, geralmente, uma plataforma que os usuários acessem diariamente; por isso, uma frequência de publicação diária não é tão essencial quanto para uma plataforma como o Twitter.

Assim como o Instagram, o Pinterest é extremamente visual. Os infográficos e as fotografias (no formato retrato, em vez do formato paisagem) ficam ótimos na plataforma. Muitos usuários buscam o Pinterest para navegar, encontrar inspiração e fazer compras, então ele é um ótimo lugar para promover sua marca e seus produtos.

 Veja essas dicas de como aproveitar melhor o Pinterest:

  • Crie painéis com temas para combinar as aspirações do seu público-alvo, por exemplo, vida sustentável ou fitness
  • Para conteúdo, crie infográficos ou pins que incorporem os interesses do seu público-alvo e o seu produto (por exemplo, “5 coisas que você precisa para o dia do seu casamento”), incluindo uma combinação de seus produtos e outras ideias criativas
  • Neste artigo, conheça 5 ferramentas muito bacanas que podem ajudar a alavancar seu negócio.

LEIA TAMBÉM: Precisa de mais inspiração para começar no Pinterest? Veja o exemplo de uma empreendedora que utilizou a plataforma para promover o crescimento de seu negócio online.

Snapchat

O Snapchat tem uma base de usuários jovens: alcança cerca de 19% dos respondentes com até 24 anos de idade. Outro aspecto bem característico é que possui apenas o aplicativo para celular; os usuários não podem acessar a rede social por meio de um navegador web. Isso significa que quando você está conversando com seus seguidores no Snapchat, eles estão conectados através de um dispositivo móvel.

O Snapchat não exige conteúdo com tanta qualidade como outras redes sociais; fazem sucesso as postagens por trás dos bastidores, do “mundo real”, que mostram o que está acontecendo no seu negócio.

Veja essas dicas de como aproveitar melhor o Snapchat:

LinkedIn

O LinkedIn é uma rede social B2B (“de empresa para empresa”); por isso, não é necessariamente o melhor lugar para os lojistas que vendem diretamente aos consumidores. Por outro lado, pode ser uma ótima maneira de ganhar visibilidade perante compradores em potencial, caso você queira distribuir seus produtos para outras lojas.

Universitários formados e profissionais bem-remunerados são grupos-chave no LinkedIn (a plataforma é mais usada entre os respondentes da pesquisa Social Media Trends 2018 que estão na faixa de 30 a 39 anos); o último grupo é o que fornece mais valor em potencial aos lojistas.

Veja essas dicas de como aproveitar melhor o LinkedIn

  • Use o LinkedIn como uma ferramenta de recrutamento; fale sobre os valores e a cultura de sua empresa e explique porque é bom é trabalhar nela
  • Crie e mantenha relacionamentos com possíveis compradores ou parceiros de negócios

Explore sites de redes sociais de nicho

Existem também sites de mídias sociais específicos de um setor. Embora sejam menos conhecidos e tenham menos usuários, a base de usuários é segmentada para um público específico. Então, se você encontrar um site de mídia social do nicho onde você atua, mesmo que ele não tenha conquistado uma grande base de usuários, saberá que esses usuários provavelmente fazem parte do seu mercado-alvo. Em outros canais populares de mídias sociais, você precisa arregaçar as mangas para encontrar o público certo, enquanto que nesses canais de nicho, essa tarefa já foi feita para você.

Sullivan menciona outro bom motivo para o uso de sites de mídias sociais de nicho que sejam menos populares: "Vocês se lembram do Vine? Ele foi extinto, mas as pessoas que entraram nele quando surgiu já tinham perfis em outras mídias sociais, só que nunca tinham sido descobertas. Foi através do Vine que encontraram uma oportunidade, e mesmo que o Vine não valha nada agora, esses influenciadores construíram outros canais sociais.” Ou seja: ainda que a rede não dure para sempre, você poderia atrair novos seguidores em outros lugares.

Aqui estão alguns exemplos de mídias sociais de nicho criadas por brasileiros que poderiam ser aproveitadas por lojistas que atuem em um mercado relacionado:

  • ReceitáculoO Receitáculo foi fundado por Maicon Sanson, em 2008, como uma rede social tendo a culinária como foco específico. Os usuários usem o site para compartilhar receitas na forma de textos ou vídeos, podendo conquistar níveis hierárquicos diferentes, representados por respectivos mascotes, à medida que participam ativamente da rede.
  • BiliiveA troca de serviços foi o motivo da criação do Bliive, que está presente em mais de 50 países. Uma das fundadoras da rede social é Lorrana Scarpioni, que aparece na lista dos 10 jovens brasileiros mais inovadores publicada em abril na edição em português da revista de inovação do MIT, a Technology Review.
  • WinweDe modo semelhante ao Bliive, o objetivo do Winwe é a troca de serviços entre os usuários. A rede social contabiliza Jobs, espécie de créditos virtuais que funcionam como moeda quando o usuário busca ou oferece serviços no site – o que também acontece no Bliive.
  • Skoob: lançada em janeiro de 2009, este rede colaborativa surgiu como ponto de encontro entre leitores e escritores que compartilham dicas de leitura e organizam reuniões em livrarias. A paixão por livros tornou o Skoob (nome baseado na palavra “books” escrita ao contrário) um sucesso: 2,5 mil usuários logo na primeira semana de funcionamento, e 10 mil após três meses.

    Conteúdo de marketing de mídias sociais: o que postar (e onde)

    Cada canal de mídia social possui requisitos diferentes; além disso, conteúdos diferentes podem ter um bom desempenho em um canal e não em outro. Mas isso não significa que você não possa usar o conteúdo.

    “Adapte sempre o texto e as imagens e evite publicar automaticamente as mesmas postagens em vários canais”, adverte Sullivan. “As imagens horizontais funcionam melhor no Twitter e no Facebook; caso contrário, elas vão aparecer cortadas na pré-visualização. No Instagram, você pode postar nos formatos horizontal, vertical ou quadrado, mas no horizontal a foto deve ter a proporção de 4: 5 e no vertical, 5: 4.”

    Se você ainda se sente travado, aprenda a criar um calendário de conteúdo para redes sociais em quatro simples passos.

    Cada canal social também possui capacidades diferentes. “No Facebook, você pode fazer upload de imagens, vídeos e fotos em 360 ​​graus, à medida que a plataforma mergulha na realidade virtual. Isso oferece mais opções no que diz respeito ao upload de conteúdo”, explica Sullivan. “No Instagram, predominam as imagens e vídeos, enquanto no Twitter o que prevalece é o texto”.

    Independentemente das redes que você utilizar para o seu negócio, no fim das contas, o que importa é o que funciona para você para o propósito de atingir seus objetivos. Sempre analise o desempenho de seus esforços e aprenda o que está dando certo e o que não está. A partir daí, você pode fazer alterações sempre que necessário para obter mais sucesso.

    Quais são os canais de mídia sociais que trouxeram os melhores resultados para a sua loja? De que forma você utiliza os diversos canais disponíveis para promover seu negócio como parte de sua estratégia geral de marketing nas redes sociais? Conte para a gente nos comentários abaixo!


    Which method is right for you?Sobre a autora

    Gabriela Jungblut é editora-chefe do blog da Shopify em português, gestora de marketing de conteúdo para o mercado brasileiro, tradutora e intérprete de conferências.

    Post original em inglês: Alexandra Sheehan

    Tradução e localização: Armando Silveiro

    Você tem dúvidas sobre a Shopify?

    Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

    atendimento@shopify.com


    Receba o Newsletter Empreendify