Guia rápido sobre design de varejo

Novembro 28, 2018

Store layout, visual merchandising | Shopify Retail blog

A longa trajetória da indústria do varejo vem acompanhada de diversas técnicas para o design de interiores e o layout de lojas. Mesmo com tantas soluções, existem algumas estratégias infalíveis que todo lojista pode usar para dar um gás nas vendas. 

Projetar a organização espacial, comunicativa e experiencial do interior de lojas é uma nova prioridade da Shopify para ajudar os lojistas de boutique a terem mais sucesso na era digital. Desde contar a história da marca e criar experiências de compra imersivas, a montar vitrines chamativas e distribuir estrategicamente placas e sinalizações, para o varejo, o segredo do sucesso está, de fato, nos pequenos detalhes.

Assim, tomar decisões inteligentes em relação ao design interior do seu estabelecimento faz toda a diferença no volume de vendas, desde o momento em que uma pessoa entra na sua loja até o momento em que ela se encaminha para o caixa (ou sai da loja sem levar nada).

Trouxemos dicas básicas para você criar um ambiente interno que atraia mais clientes para a sua loja, incentivando-os a procurar por mais produtos e a comprar.

A entrada da loja

Threshold, retail design | Shopify Retail

A entrada é o primeiro espaço que os clientes ocupam ao se aproximar da sua loja. Ela também é conhecida como “zona de transição” ou “zona de descompressão”, e sua extensão varia de acordo com o tamanho do estabelecimento. É nela que os clientes se desconectam do mundo lá fora e experimentam o que você tem para oferecer pela primeira vez.

Também é na entrada que os compradores começam a julgar se uma loja é barata ou cara, e se o ambiente como um todo (iluminação, decoração, vitrines, paleta de cores) é convidativo. Como os clientes estão fazendo a transição para o universo do seu negócio, qualquer produto, sinalização ou cesta para compras que você deixar na entrada passará despercebido por eles.

Vire à direita 

Going to the right, retail design | Shopify Retail

De acordo com a RetailNext, 70% dos consumidores viram à direita inconscientemente após entrarem em uma loja. Logo, a primeira parede que eles veem precisa causar uma excelente primeira impressão dos seus produtos. Portanto, vale a pena selecionar cuidadosamente o que será exibido (e como!) nessa porção da loja que recebe o primeiro foco de atenção dos clientes.

Procure chamar a atenção dos compradores com os produtos da vitrine, como uma peça da estação, itens de alta demanda ou alta margem de lucro, ou aproveite esse pedaço da loja para contar a história por trás dos seus produtos. 

Confira algumas ideias de design para paredes de loja no Pinterest.

Mostre o caminho

Set up a path for customers to follow in your retail store | Shopify Retail

Use estantes, prateleiras, móveis e outras ferramentas para indicar o caminho que seus clientes devem percorrer na sua loja. A forma como você trabalhará com esse material dependerá do tamanho e do layout geral da sua loja.

Porém, como você já sabe que a maioria dos clientes tende a virar à direita após entrar em uma loja, certifique-se de que eles vão seguir percorrendo todo o espaço do seu estabelecimento, para que fiquem expostos ao máximo aos seus produtos. Além de aumentar as chances de compra, um caminho bem pensado também ajuda a controlar de forma estratégica a entrada e saída de pessoas na loja. 

A maioria das lojas aposta em um caminho circular, começando pela direita (ou no sentido anti-horário), para fazer com que os clientes visitem o fundo da loja e retornem para a parte da frente. Alguns lojistas deixam esse caminho ainda mais explícito, demarcando-o no chão com adesivos com diferentes texturas. 

Outra tática é usar esse caminho para conduzir os clientes para um determinado ponto da loja. Para tanto, experimente, por exemplo, colocar um expositor chamativo ou algum cartaz ou painel nesses locais. 

Onde vai com tanta pressa?

Point of purchase displays, retail design | Shopify Retail

Depois de tanto tempo e dedicação para exibir e vender seus produtos de forma adequada, a última coisa que você quer é ver os clientes passando batido pelas mercadorias, fato que limita consideravelmente o número de itens comprados.

Para evitar que isso aconteça, alguns lojistas colocam “obstáculos” em suas lojas que forçam os consumidores a desacelerar o passo. E o que seria esse “obstáculo”? Qualquer elemento que proporcione uma quebra no visual do percurso para o cliente, como alguma sinalização ou bancadas especiais (com produtos de uma determinada estação, por exemplo).

Muitos lojistas apostam nos “postos avançados”, dispositivos especiais que exibem produtos próximos ao final ou entre os corredores de uma loja. Esses expositores incentivam as compras por impulso enquanto complementam os produtos vizinhos.

Merchandise outpost, retail design | Shopify Retail blog

Imagem: Pinterest

E mesmo que você não chegue a ter corredores na sua loja, é importante agrupar os produtos de forma lógica do ponto de vista de quem está comprando. Lembre-se de exibir os produtos de alta demanda no nível dos olhos dos clientes, deixando os produtos de baixa margem de lucro embaixo ou acima do nível dos olhos. Por fim, mude os “obstáculos” de lugar toda semana ou com frequência suficiente para dar uma sensação contínua de novidade para os clientes recorrentes da sua loja. 

Dica de leitura: confira os 7 motivos para as marcas de comércio eletrônico considerarem o varejo físico.

Conforto para os clientes

Retail design | Shopify RetailPaco Underhill, especialista em comportamento de consumo, cunhou a expressão “efeito esbarrão por trás”. O que ela significa? Ele descobriu que os consumidores, principalmente as mulheres, evitam procurar mercadorias dispostas em corredores mais estreitos para não esbarrar em outros clientes. E essa regra vale até para os consumidores realmente interessados em um determinado produto!

Portanto, para que ninguém fique nesse dilema, certifique-se de que todos os elementos estruturais da sua loja (corredores, decoração, piso, escadas, etc.) garantam o espaço individual mínimo necessário para os clientes circularem tranquilamente em busca de produtos.

Experimente deixar a sua loja ainda mais acolhedora criando uma área de espera, com almofadas e bancos confortáveis, motivando os clientes a passarem mais tempo com você. Essa tática funciona bem com consumidores acompanhados de alguém que não está interessado em fazer compras. De todo modo, coloque esses bancos de frente para as mercadorias, para que elas não passem despercebidas nem mesmo para quem só está de passagem na sua loja.  

Rumo ao caixa

Wolf and Zed retail interior | Shopify Retail

A localização do balcão do caixa e do ponto de venda (PDV) em uma loja física é um quesito importante a ser considerado. Via de regra, o caixa deve ficar em um ponto de parada natural dentro da experiência de compra que você planejou para a sua loja.

Se os clientes naturalmente viram à direita ao entrar na loja, e você os conduz em um trajeto circular, provavelmente a parte da frente da loja à esquerda é o local ideal para o balcão do caixa. É claro que essa decisão também depende do tamanho e do layout da loja, cabendo a você julgar qual o ponto mais natural para posicionar o balcão do caixa.

Por fim, se você trabalha sozinho, sem atendentes para ajudar, você precisa ser “o olho que tudo vê” para evitar ocasionais furtos. Assim, considere também esse fator preventivo ao planejar a localização do caixa.

Confira abaixo outras dicas para a disposição do caixa em lojas físicas:

  • Tenha um balcão grande o suficiente para os compradores apoiarem bolsas e/ou pertences;
  • Aproveite a parede atrás do balcão para criar painéis interessantes e convidativos;
  • Incentive as compras por impulso, exibindo próximo ao balcão produtos que os clientes desejam ou precisam no dia a dia;
  • Seja educado e pergunte: “Encontrou tudo o que você precisava?”;
  • Na área do balcão, sinalize explicitamente as políticas de troca e reembolso da loja.

Confira as 15 dicas do SEBRAE para não errar no ponto de venda (PDV).

Mãos à obra!

Planejar o interior de uma loja é um processo contínuo e aberto a mudanças, ajustes e melhorias para proporcionar uma jornada e experiência memoráveis para o comprador — afinal, a prioridade por trás disso tudo nada mais é que a jornada do cliente.

Percorra a sua loja e veja onde os elementos visuais vão te levar; faça esse “teste” com seus funcionários (se houver), amigos e familiares, e peça que sejam honestos ao avaliarem esse processo. Lembre-se também de observar os clientes: repare o que chama a atenção deles, quais pontos da loja eles evitam passar, como se movimentam, e tente relacionar essas reações com o que você planejou.

Ao se manter resiliente, com os olhos e ouvidos bem abertos, você desenvolverá um design de varejo cada vez mais vantajoso para você e para os seus clientes.


Which method is right for you?Sobre a autora

Gabriela Jungblut é editora-chefe do blog da Shopify em português, gestora de marketing de conteúdo para o mercado brasileiro, tradutora e intérprete de conferências.

Post original em inglês: Humayun Khan

Tradução e localização: Carolina Walliter

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

atendimento@shopify.com


Receba o Newsletter Empreendify