Design e criação de um site de e-commerce: dá para fazer tudo sozinho?

15 Fevereiro, 2019

Apresentamos a Pergunte à Shopify, uma série na qual alguns especialistas do e-commerce ajudam lojistas a criar, projetar e desenvolver suas lojas. O nosso objetivo é ajudar você com todos os detalhes da sua loja, do marketing à contabilidade.

Mas quem somos nós? Especialistas de e-commerce que trabalham na Shopify e em outras empresas – e que, maravilhados com os Especialistas da Shopify, nossas próprias lojas e clientes, decidimos compartilhar tudo o que sabemos com lojistas como você. Vamos começar?

Pergunta:

Afinal, o que é melhor: criar você mesmo o design da sua loja ou contratar um profissional para fazer isso? Já tentei trabalhar com muitos web designers, mas o processo nunca dá certo porque sempre tenho a impressão de que eles não entendem ao certo o que eu estou buscando.

Resposta:

Muita gente costuma achar que a melhor coisa a se fazer, especialmente quando se trata de criar uma loja virtual, é contratar o especialista. No entanto, o processo de comunicar as suas ideias e opiniões para uma outra pessoa que não está tão envolvida assim nesse projeto pode ser algo extremamente complicado – especialmente se você, o “leigo”, não sabe muito bem como os sites são construídos e desconhece totalmente os pormenores desse mundo.

A verdade é que não há uma receita certa para construir uma loja de sucesso: por isso, é provável que muita gente acabe optando por contratar a ajuda de profissionais logo no início, enquanto outros prefiram correr o risco de fazerem tudo sozinhos. Se você se encaixa neste segundo grupo, mas ainda não conseguiu colocar os seus projetos no papel, perguntamos: será que não é a falta de confiança nos seus próprios talentos artísticos que está te impedindo?

Foi exatamente por isso que nós pedimos a ajuda de duas empreendedoras que construíram, sozinhas, toda a parte criativa das suas lojas. Spoiler: elas não acham que você precisa contratar um profissional para isso.

Victory OmotayoVictory Omotayo é fundadora da Her Crown Collection, loja especializada em apliques de cabelo.

Kiersten HanlyKiersten Hanly é cofundadora da Scrub Inspired, loja de produtos cosméticos totalmente naturais.

Além de serem funcionárias da Shopify, as duas decidiram hospedar seus sites na plataforma – o único problema era que nenhuma delas sabia como projetar e criar um site. Em outras palavras: eram tão novatas quanto você.

Vejamos então como as duas vivenciaram esse processo, o que elas aprenderam e algumas dicas importantes para quem decidir seguir esse mesmo caminho.

Sim, você pode fazer tudo por conta própria

Victory e Kiersten são bem objetivas: você pode sim construir um site ou loja virtual com as suas próprias mãos – mesmo que nunca tenha feito isso antes. Kiersten explica o motivo:

“A minha sócia tinha experiência com marketing, e eu tinha um bacharelado em Teatro: exemplos perfeitos de pessoas que não faziam a menor ideia de como construir um site. Mas os recursos e ferramentas que encontramos foram tão úteis que conseguimos fazer tudo sozinhas.”

Quer saber quais são esses recursos e ferramentas? Bom, praticamente tudo o que elas conseguiram encontrar sobre o tema: resultados de busca no Google, fóruns, tutoriais, reportagens e muito mais. Kiersten diz ainda que a ajuda que receberam da equipe da Shopify também foi extremamente positiva e mesmo necessária em diversos momentos.

É claro que construir um site inteiro com as suas próprias mãos necessariamente envolverá um processo de aprendizado, seja ele proveniente do Google ou da Shopify. Victory viu grandes benefícios nesse processo:

“Eu não canso de dizer que, nesses casos, a melhor solução é tentar fazer tudo por conta própria. Por mais que seja mais confortável e até mais tranquilizante deixar todo o trabalho nas mãos capacitadas de um profissional, você inevitavelmente terá que passar algum tempo com ele só para transmitir as suas ideias e projetos, sem contar que precisará confiar no resultado final e no gosto dessa pessoa que você não conhece direito. E tem mais: sempre que você precisar fazer qualquer pequena alteração em uma página de produto, terá que passar por todo esse processo novamente.”

A verdade é que, enquanto um pequeno empreendedor, a melhor coisa que você pode fazer para a sua loja é aprender os processos básicos de funcionamento para a criação e a manutenção de um site.


Você tem uma ideia de negócios?

Comece o seu teste grátis de 14 dias da Shopify hoje mesmo, sem precisar de cartão de crédito!


 

Escolha o tema mais adequado

Hoje em dia, criar uma loja virtual do zero não implica em ser um gênio da computação. Quer uma prova disso? Em plataformas como a Shopify, o primeiro passo no processo de criação de uma loja é a escolha do template. Victory contou um pouquinho sobre essa experiência para nós:

“Eu passei dias pesquisando os templates gratuitos e aqueles que eram pagos, até que finalmente tomei coragem e comprei um dos templates pagos. Ele era tão bonito e eu estava tão satisfeita com a compra que comecei a brincar com o tema e a descobrir tudo o que ele poderia fazer: mudava uma cor ali, alterava uma coluna aqui... E foi assim que aprendi a criar um site.”

No entanto, vale lembrar que os templates não precisam ser eternos: a Scrub Inspired, por exemplo, já teve três temas diferentes – e, na opinião de Kiersten, o segundo template foi aquele que realmente fez a diferença:

“Quando decidimos escolher um segundo template para a nossa loja, optamos por seguir um caminho mais simples e básico, que pudesse ser a nossa cara por bastante tempo. Foi então que escolhemos o ‘Minimal’, o template mais elegante da Shopify. Além disso, os templates da Shopify são automaticamente atualizados sempre que a plataforma passa por ajustes, de modo que não precisamos fazer nada manualmente.”

Se a flexibilidade é algo importante para você, então talvez esse próximo conselho da Kiersten seja essencial: veja como outras lojas usaram o template que você quer comprar antesde fazer esse investimento:

“Procuramos outros sites e lojas que usassem o ‘Minimal’ para ver até onde poderíamos alterá-lo. Em alguns casos, era possível identificar que o template originalmente havia sido esse, mas a maioria dos lojistas havia feito um trabalho de modificação tão interessante e radical que era até difícil de acreditar que a base era aquela mesma que nós que queríamos comprar. No final das contas, o nosso objetivo também era esse: encontrar um template simples, que servisse como plano de fundo para a nossa marca.”

É uma ideia excelente, não é mesmo? Mas... Como encontrar outros sites que utilizem o mesmo template? Bom, se você optar por utilizar os templates da Shopify, terá essas informações de bandeja: quase todos os nossos templates são anunciados com exemplos da vida real, como esses do Minimal:

Descubra o que faz uma loja ser realmente especial

Estamos falando tanto sobre templates e sobre a ajuda profissional que você possivelmente deve estar achando que esses dois elementos realmente definem o sucesso da sua loja. Contudo, quando falamos de e-commerce, é importante lembrar que o elemento realmente importante é outro: a fotografia do seu site.

A verdade é que a fotografia de produto e as imagens que aparecem na sua página inicial têm um impacto fortíssimo no modo como a sua marca será recebida pelos clientes. Victory explica o motivo:

“Muita gente acaba se esquecendo da verdadeira importância da fotografia em uma loja virtual ou e-commerce. Como o pensamento mais comum é o de ‘eu preciso que o meu site fique muito bom, logo, vou contratar um profissional’, o resultado final costuma ser um site realmente muito bonito. No entanto, de nada adianta ter um belíssimo site e gastar rios de dinheiro para isso se você não tiver fotos e imagens para publicar. No final das contas, vale lembrar que os designers profissionais não operam milagres.”

Se você estiver com o pé atrás quanto a essa questão, siga o conselho de Victory e dê uma olhadinha nos sites em que você costuma comprar, especialmente aqueles que vendem produtos parecidos com o seu:

“Quando eu abri a Her Crown Collection, a primeira coisa que fiz foi visitar o site do meu maior concorrente, a Luxy Hair. Foi aí que percebi o motivo pelo qual o site deles é tão intuitivo e bonito: a forma como as imagens estão organizadas. Depois disso, eu sabia que a melhor coisa a fazer era investir um pouquinho do meu dinheiro em fotos profissionais.”

Saiba quando terceirizar

Atenção: optar por fazer as coisas por conta própria não é – e nem deve ser – uma opção permanente. Na verdade, é justamente por ter feito essa escolha no presente que você terá maior flexibilidade (e um orçamento mais folgado) para terceirizar alguns serviços e projetos lá na frente.

Foi assim que Victory conseguiu pagar pelas fotos profissionais que publicou na sua loja, e foi pensando dessa forma que a Scrub Inspired foi capaz de contratar um designer profissional quando chegou a hora de criar uma nova identidade visual para a marca:

“Quando a loja começou a vender cada vez mais e a conquistar um público cada vez maior, decidimos que estava na hora de criar uma nova identidade visual. Como os nossos bancos de dados estavam repletos de informações úteis, decidimos usar isso a nosso favor – e estampar a nossa marca com algo que de fato agradasse aos clientes.”

“Foi só então que pedimos a ajuda de um designer profissional, que nos ajudou em todos os passos do novo processo de criação. A única diferença era que, dessa vez, nós conhecíamos o nosso público-alvo e por isso mesmo sabíamos exatamente as cores que deveríamos usar e os recursos que deveriam ser destacados. Em outras palavras: nós sabíamos qual era o caminho que os clientes deveriam seguir quando estivessem na loja.”

É por essas e outras que fazer tudo por conta própria pode ser incrivelmente positivo: é na prática que você aprenderá a criar, modelar e destacar os recursos mais importantes da sua marca.

É na prática que você aprenderá a criar, modelar e destacar os recursos mais importantes da sua marca.

Além disso, vale lembrar que, assim como as meninas da Scrub Inspired, você poderá compilar dados sobre o seu público-alvo e sobre o tráfego geral da sua loja durante esse processo – e terá não só o tempo como também as ferramentas necessárias para refinar as suas estratégias de marketing e os detalhes do seu site. E, quando chegar a hora de contratar a ajuda de um profissional da área, você já terá construído uma excelente base para o projeto.

Feito é melhor do que perfeito

É natural que você queira controlar e ajustar todos os mínimos detalhes do seu site até que ele esteja perfeito: afinal, essa loja virtual é o resultado de um processo longo, que envolveu investimentos financeiros, pessoais e emocionais.

No entanto, vale lembrar que essa loja perfeita e idealizada que existe na sua cabeça só existe aí mesmo: na sua cabeça. E, enquanto estiver aí, ela não poderá ser visitada pelos clientes e nem poderá gerar o seu tão sonhado dinheirinho. Trocando em miúdos, é impossível aprimorar e aperfeiçoar uma coisa que ainda não existe.

É impossível aprimorar e aperfeiçoar uma coisa que ainda não existe.

Kiersten concorda com essa ideia:

“Eu sei que, para muitos empreendedores, o momento de criar uma loja virtual é meio que um tudo ou nada. No meu caso, foi completamente diferente. A abordagem que eu e minha sócia adotamos foi fazer o que era possível; se não ficasse perfeito, pelo menos estaria feito.”

“Deu certo? Deu, porque essa meta nos obrigou a lançar o nosso site da forma como estava. É claro que o design estava longe de ser o que havíamos sonhado, mas nós precisávamos colocar essa loja no mundo e tirar ela das nossas cabeças. Mesmo com um design meio estranho, aquela primeira versão do site nos trouxe a nossa primeira grande venda.”

Este talvez seja o melhor conselho para empreendedores que, assim como você, estão começando a construir seus sites e lojas virtuais: nada ficará perfeito na sua primeira tentativa. Mas é sempre possível alterar, modificar, otimizar e aperfeiçoar o que for necessário, mesmo que isso envolva alterações radicais, como uma nova identidade visual para a marca.

Não acredita? Dê uma olhadinha no que Kiersten, que viveu isso na pele, tem a dizer:

O melhor conselho que eu posso dar é o seguinte: vai dar tudo certo.

“O melhor conselho que eu posso dar é o seguinte: vai dar tudo certo. Não tem nada de errado em jogar tudo para o alto de vez em quando e tentar esfriar a cabeça. Não tem nada de errado em pedir a ajuda de um amigo ou um abraço daquela pessoa especial. Isso tudo faz parte do processo – e também mostra que você está no caminho certo. Eu sei que a pressão para que tudo dê certo e fique perfeito é enorme, principalmente quando se trata da sua própria empresa. Mas, acredite: vai dar tudo certo.”


Which method is right for you?Sobre a autora

Gabriela Jungblut é editora-chefe do blog da Shopify em português, gestora de marketing de conteúdo para o mercado brasileiro, tradutora e intérprete de conferências.

Post original em inglês: Desirae Odjick

Tradução e localização: Marcela Lanius

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

atendimento@shopify.com