Canais das redes sociais: uma escolha estratégica

13 Março, 2019

O marketing nas redes sociais pode ser um aliado para a expansão do seu negócio. Porém, sem uma estratégia, tal ferramenta pode virar um fardo, drenando os recursos mais preciosos para um empreendedor: tempo, dinheiro e energia.

Vamos seguir em frente na nossa série de artigos sobre estratégia de marketing nas redes sociais. Hoje vamos falar sobre os principais canais das redes sociais e como priorizá-los em uma estratégia de marketing.

Como priorizar canais para a sua estratégia nas redes sociais

Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn, Pinterest: não falta lugar para desenvolver presença de marca!

Porém, há dois erros fáceis de se cometer quando damos nossos primeiros passos no mundo das redes sociais:

  1. Desenvolver presença em mais canais do que você consegue manter.
  2. Tratar todos os canais da mesma forma e não jogar com as vantagens de cada um.

Cada canal que você escolhe abrir é mais um canal para administrar. No início, é preciso priorizar e definir um foco com base no público-alvo que você identificou e nos canais que combinam com as suas metas e arquétipos de conteúdo. Para fazer isso, você tem que conhecer de perto os pontos positivos e negativos de cada canal.

Neste artigo, vamos falar das principais redes sociais, mas não se engane: existem inúmeros canais por aí!

Se você está interessado em um desses canais, não deixe de conferir o nosso blog em busca de estudos de caso ou guias para saber mais sobre eles (acredite, nós já falamos um bocado sobre redes sociais!).

Facebook: publicidade paga e páginas comerciais

Poucas redes sociais são feitas para atender negócios como o Facebook é. Além da loja, da possibilidade de adicionar avaliações de clientes, e de um recurso de mensagens bem-difundido, que pode ser usado para atender clientes, o Facebook também é um dos apps de redes sociais mais usados por uma gama abrangente de consumidores.

Sua maior desvantagem é que, a menos que você pague para divulgar suas publicações, você não conseguirá alcançar muitas pessoas, mesmo que elas tenham curtido a sua página.

Dito isso, o Facebook pode ser uma ferramenta determinante para usar as redes sociais em prol da publicidade. Ele funciona como um banco de dados de informações que pode disparar anúncios feitos sob medida para o seu cliente ideal.

DICA DE MESTRE: se você aumenta o conteúdo voltado para gerar engajamento (curtidas, compartilhamentos, comentários), como um vídeo viral, é possível baixar o custo com publicidade.

Saiba mais sobre publicidade digital e conheça os 7 erros mais comuns em anúncios no Facebook para planejar suas campanhas de forma inteligente..

Instagram: seguidores e influenciadores engajados

Como um canal de marketing, o Instagram permite que você concentre todos os seus esforços em cultivar um grupo de seguidores através de diferentes meios visuais.

Diferentemente do Facebook, é possível obter ótimos resultados no Instagram sem necessariamente pagar para se promover, embora também haja a opção de investir em publicidade e em marketing de influência

Outra diferença com o Facebook é que quase metade dos usuários do Instagram são millennials , logo, se a sua clientela costuma ser mais velha, talvez esta não seja a rede social para o seu negócio.

Publique imagens e vídeos no Instagram, que podem ser encontrados por meio das hashtags. Você também pode apostar nos Stories e nos vídeos ao vivo (as “Lives”), publicando fotos e vídeos que ficam disponíveis por 24 horas ou compartilhando momentos ao vivo com seus seguidores; assim, o feed do seu perfil mantém-se coeso e uniforme. Por outro lado, os Stories ajudam a testar ideias de publicação e a compartilhar os “bastidores” do seu negócio, com registros mais casuais e informais.

Utilize nossas imagens em alta resolução nas suas campanhas de marketing

O Burst é um banco de imagens grátis criado pela Shopify. Encontre milhares de imagens de produtos e estilo de vida para usar na sua loja e nas suas campanhas de marketing.

Baixe fotos grátis

Twitter: networking e notícias

O grande diferencial do Twitter é a possibilidade de ouvir e interagir com pessoas do mundo todo. Talvez ele não seja um canal de vendas forte para muitos negócios, mas pode ser usado para manifestar a personalidade da sua marca (como a Ponto Frio, exemplificada acima).

Também é possível usar o Twitter para fazer networking com outras marcas e jornalistas. Em menor escala, você também pode se conectar com quem já é seu cliente e com possíveis novos compradores. Se o que acontece no mundo faz parte do seu mix de conteúdo, saiba que muitos usuários do Twitter também enxergam essa rede como uma fonte de notícias.

Pinterest: alta intenção de compra para determinados segmentos

Embora o Pinterest não seja uma rede social por excelência, ficando muito mais próximo de um mecanismo de pesquisa, muitas vezes ele desponta no mix de marketing nas redes sociais das empresas, principalmente de marcas de e-commerce. Isso se deve porque os usuários costumam acessar o Pinterest com mais intenção de comprar um produto do que em qualquer outra plataforma social.

Diferentemente das outras redes sociais citadas aqui, o Pinterest tem uma base de usuários bem-definida, composta em sua pesada maioria por mulheres com renda disponível. Em outras palavras, o Pinterest não é para todos os negócios, porém, como é uma plataforma excelente para exibir produtos, acaba sendo a opção perfeita para algumas marcas. Se você atua no setor de moda, artesanato e decoração de interiores, não perca a oportunidade de gerar tráfego e vendas no Pinterest por meio de estratégias orgânicas e pagas.

DICA DE LEITURA: Confira aqui o terceiro artigo da série sobre estratégia de marketing nas redes sociais!

LinkedIn: perfil da sua empresa e rede profissional

O LinkedIn é a rede social queridinha para cultivar conexões profissionais. Se o seu público-alvo pode ser identificado por uma determinada profissão ou se existem empresas que precisam dos seus produtos ou serviços, talvez valha a pena desenvolver uma presença nessa rede.

O LinkedIn é uma plataformas ótima para fazer networking, contratar funcionários, desenvolver liderança em alguma especialidade (mostrar-se como uma autoridade de um nicho) e buscar oportunidades de desenvolvimento de negócios, alcançando marcas ou pessoas com as quais você gostaria de estabelecer parcerias.

Por fim, é recomendável ter um perfil pessoal no LinkedIn para fazer networking e um perfil da sua empresa, para que as pessoas possam conhecer melhor o seu negócio e a sua equipe.

Mais dicas e recursos

  • Aposte em canais de marketing de conteúdo: Se você tem tempo e habilidade, comece a escrever um blog ou crie um canal no YouTube que possa compor sua estratégia nas redes sociais. O marketing de conteúdo pode alimentar a sua programação nas redes sociais que, por sua vez, podem divulgar o seu marketing de conteúdo e gerar ideias, fotos e muito mais.
  • Foco: Reserve um tempinho para aprender e testar uma ou duas plataformas por vez. É melhor dominar um canal do que ser medíocre em vários.
  • Otimize seus perfis: Preencha seus perfis nas redes sociais com todas as informações de que seus clientes vão precisar e tente usar o mesmo nome de usuário em todas essas plataformas, principalmente um único link de rastreamento que direcione o visitante para o seu site. Elabore uma bio objetiva, descrevendo o que você faz e o que você quer com isso (a sua bio nada mais é que o seu elevator pitch digital). E não esqueça da foto de perfil e de capa! Use o Canva para configurá-las de acordo com as dimensões corretas de cada canal que você decidir explorar.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre os principais canais nas mídias sociais, é hora de colocar ordem na casa para que toda a sua estratégia de marketing seja eficaz. No próximo artigo, vamos compartilhar dicas práticas de como você pode esquematizar as suas ideias de conteúdo para as redes sociais sem perder o fio da meada. Até breve!

Foto: NordWood Themes (Unsplash)


Você tem uma ideia de negócios?

Comece o seu teste grátis de 14 dias da Shopify hoje mesmo, sem precisar de cartão de crédito!


 

Which method is right for you?Sobre a autora

Gabriela Jungblut é editora-chefe do blog da Shopify em português, gestora de marketing de conteúdo para o mercado brasileiro, tradutora e intérprete de conferências.

Post original em inglês: Braveen Kumar

Tradução e localização: Carolina Walliter

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

atendimento@shopify.com