15 maneiras altamente eficazes de anunciar um produto

17 Dezembro, 2018

Você encontrou o produto perfeito para vender e criou a sua loja virtual. Mas... E agora?

Bem, agora é a hora de gerar tráfego para a sua loja, fidelizar clientes e começar a movimentar dinheiro. Para que tudo isso aconteça, no entanto, você precisa saber como anunciar o seu produto (e isso vale tanto para empreendedores que ainda não começaram a vender como também para aqueles que já estão aí no mercado há algum tempo). Vejamos, então, as diferentes formas de anunciar um produto.

1. Guias de presentes

O que fazer quando você precisa comprar um presente para uma pessoa, mas está sem qualquer inspiração? Bom, se você for como o resto de todos nós, meros mortais, procurará no Google algo como “ideias de presente para colega do trabalho” ou “presentes de aniversário diferentes” – e passará algum tempo olhando para aquelas intermináveis listas de presentes que vêm recheadas de ideias.

Se você quer que o seu produto seja anunciado de maneira simples e discreta, sem precisar gastar muito em publicidade para isso, por que não incluí-lo em uma lista como essas? Além de serem itens extremamente populares entre os leitores, os guias são versáteis: hoje em dia, existem centenas deles. Gostou da ideia? Entre em contato com os sites que são ranqueados na primeira página de resultados do Google e veja se é possível incluir o seu produto ali.

Mas, atenção: você precisará mostrar um bom motivo pelo qual o seu produto deve ser incluído na lista escolhida – afinal, ele também deve agregar valor ao autor ou editor da publicação.

DICA DE LEITURA: Como vender mais no Natal com guias de presente

2. E-mail marketing

O e-mail é, sem dúvidas, um dos melhores canais para conquistar e fidelizar novos clientes. A prova disso? Enquanto as estratégias que direcionam um cliente do Google para o seu site podem demorar um tempo até que consigam gerar tráfego orgânico, o e-mail marketing é capaz de fazer isso quase que instantaneamente.

No entanto, vale lembrar que isso não implica em passar o dia inteiro escrevendo e-mails! Você pode, por exemplo, compilar uma pequena coleção de mensagens automatizadas que tenham como objetivo impulsionar o tráfego e a receita da sua loja. Vejamos abaixo alguns exemplos:

  • E-mails com promoções exclusivas para novos clientes;
  • E-mails de pós-venda para clientes que realizaram a primeira compra;
  • E-mails com lembretes para clientes que abandonaram seus carrinhos de compra.

DICA DE LEITURA: Como fazer a fidelização de clientes: tudo sobre o marketing de retenção

3. Programa de afiliados

Se você está querendo aumentar o número de vendas da loja, mas não tem orçamento para realizar grandes mudanças na sua estratégia de marketing, possivelmente a sua melhor opção é um programa de afiliados. De maneira bem resumida, um programa de afiliados permite que outros lojistas e empreendedores anunciem o seu produto por um pequeno valor. No entanto, você só precisará desembolsar essa grana se eles realmente conseguirem realizar uma venda.

Os programas de afiliados funcionam de uma maneira bem simples. Primeiro, cria-se uma URL personalizada para cada pessoa que se dispôs a anunciar o seu produto. Essa URL poderá ser compartilhada nas redes sociais, em blogs ou até mesmo em vídeos do YouTube. É também por meio desses links que você saberá quem está conseguindo gerar tráfego e quem está vendendo.

A única ressalva que gostaríamos de fazer sobre os programas de afiliados é que você, enquanto empreendedor, precisará estipular as práticas recomendadas e delimitar as estratégias gerais de marketing – caso contrário, cada um fará a coisa do jeito que bem entender.

DICA DE LEITURA: Como configurar um programa de afiliados para sua loja da Shopify


Você tem uma ideia de negócios?

Comece o seu teste grátis de 14 dias da Shopify hoje mesmo, sem precisar de cartão de crédito!


 

4. Leve a sua marca para as manchetes virtuais

Uma das melhores formas de conquistar novos clientes e atrair visibilidade para o seu produto é por meio da publicidade. Porém, por mais que, na teoria, isso pareça ser fácil, a verdade é que é bem mais complicado do que parece. Se você optar por seguir este caminho, no entanto, tente concentrar os seus esforços nas blogueiras (e não nos jornalistas, que já estão sempre cheios de pedidos similares).

Com uma blogueira, o processo é mais simples e também mais íntimo: entre em contato por e-mail, perguntando se ela quer receber uma amostra do seu produto. Se você preferir, pode até falar com um influenciador digital.

DICA DE LEITURA: A melhor maneira de obter resultados na sua startup de e-commerce

5. Pinterest

Se você compra ou vende produtos online, certamente já passou pela plataforma do Pinterest: 93% dos usuários afirmam usar o app ou o site do Pinterest para planejar suas compras – e um número igualmente alto de usuários diz usar a plataforma para construir listas de produtos ou presentes. Em outras palavras: esta é a plataforma ideal para anunciar produtos, especialmente aqueles que fotografam bem.

O legal da plataforma é que os pins antigos não são automaticamente esquecidos: muitos são visualizados e favoritados meses após a publicação original, de forma que o seu produto estará sempre visível para alguém. Se você quiser otimizar os seus pins, lembre-se de usar palavras-chave certeiras e imagens que realmente atraiam o olhar do usuário.

DICA DE LEITURA: Como o Pinterest gera vendas online

6. Públicos personalizados do Facebook

O Facebook é uma plataforma com bilhões de usuários e um excelente aliado quando falamos de marketing. Dentre as diversas opções existentes para lojistas e empreendedores, possivelmente a melhor é o Público Personalizado.

Os Públicos Personalizados do Facebook nada mais são do que formas de anunciar o seu produto apenas para visitantes ou clientes que se cadastraram no seu site. Como os anúncios são criados especificamente para esse público-alvo, o índice de resultados positivos é bem maior do que o normal.

DICA DE LEITURA: Como anunciar no Facebook: uma introdução

7. Coloque a sua loja no Facebook

Você sabia que é possível incluir a sua loja dentro do Facebook? Pois é: é exatamente isso que a Seção da Loja, um recurso pouco utilizado da plataforma, faz. Com essa opção, os usuários que visitarem a sua página poderão comprar os seus produtos ali mesmo.

Se você é um lojista da Shopify, também é possível adicionar o Facebook como um canal de vendas. Dessa forma, você poderá criar a sua própria Seção da Loja na sua página do Facebook – e deixá-la totalmente personalizada.

DICA DE LEITURA: Como configurar a nova Seção da Loja no Facebook

8. Otimize os mecanismos de pesquisa

Por mais que seja uma estratégia com resultados demorados, a otimização dos mecanismos de pesquisa (SEO) inevitavelmente gera um tráfego orgânico e confiável.

Vale lembrar que uma boa estratégia de otimização envolve diversas etapas, como o planejamento de palavras-chave, a estruturação de uma nova arquitetura do site e a otimização do desempenho desse site. É uma longa batalha, mas nada impede que você conduza os negócios e venda os seus produtos enquanto ela não termina.

Se você já possui alguns conhecimentos básicos sobre SEO e outros conceitos similares, recomendamos a leitura do Guia de SEO para uma loja virtual da Shopify.

DICA DE LEITURA: SEO para e-commerce: um guia para iniciantes

9. Marketing de referência

Mais conhecido como o bom e velho boca a boca, esta é uma das estratégias mais antigas e eficientes do mercado – afinal, nada funciona melhor do que fazer com que outras pessoas falem bem do seu produto.

Com a nossa nova realidade digital, o boca a boca ganhou uma relevância ainda maior, já que é possível acompanhar todo o processo e permitir que os seus clientes e usuários compartilhem, nas redes sociais, o seu conteúdo.

DICA DE LEITURA: O marketing boca a boca ainda funciona? Descubra aqui!

10. Blogs, blogueiras e blogueiros

Todos nós sabemos que não tem coisa pior do que precisar promover uma loja novinha e não ter um público para isso. Em situações como essa, muitos empreendedores e lojistas acabam precisando pagar para impulsionar o tráfego de suas lojas (ou então roubam pequenas porções dos públicos de outras marcas).

É por isso mesmo que as blogueiras e blogueiros – e basicamente qualquer outra celebridade virtual – podem ser aliados tão importantes para lojas em fase de desenvolvimento. Entre em contato com uma blogueira que compartilhe do mesmo nicho que o seu e peça para que ela anuncie ou teste um dos seus produtos... E pronto: em pouco tempo, você terá um tráfego orgânico e um público-alvo altamente engajado.

DICA DE LEITURA: Marketing de influência: como atingir novas audiências contratando influenciadores para sua marca

 

11. Lojas pop-up

Se você possui um e-commerce ou outra loja virtual, mas quer desfrutar dos benefícios de uma venda física sem se preocupar com os altos custos de uma loja concreta, poder respirar tranquilo: é para isso que existem as lojas pop-up! Encontre aquele cantinho meio abandonado na sua cidade e alugue-o por um final de semana, um feriado ou até um mês inteiro – e pronto.

O grande diferencial das lojas pop-up é a possibilidade de criar um sentimento de exclusividade ao redor da sua marca e dos seus produtos, atraindo mais clientes e até mesmo a atenção da mídia. Além disso, o convívio real com os seus clientes será extremamente benéfico para o desenvolvimento da sua loja e das suas próximas estratégias de marketing.

DICA DE LEITURA: Como e onde abrir uma loja pop-up

12. Postagens em blogs

Os blogs são uma excelente maneira de atrair atenção para a sua loja: conteúdos exclusivos, chamativos e interessantes são a isca certa para gerar um tráfego consistente e poderoso – e isso, como todos nós sabemos, não é de se jogar fora.

Por isso mesmo, se você não quiser ou simplesmente não gostar da ideia de entrar em contato com uma celebridade virtual ou uma blogueira de sucesso, pode perfeitamente criar um blog para a sua loja e otimizá-lo para atrair e gerar o tráfego (e as vendas!) que você está buscando.

DICA DE LEITURA: Como escrever um blog de sucesso em 5 passos

13. Instagram

Atualmente, o Instagram conta com mais de 400 milhões de usuários ativos – e vale lembrar que o foco visual da plataforma é simplesmente perfeito para promover e anunciar produtos. Com uma base de usuários tão assustadoramente grande, não é tão difícil assim encontrar um nicho ou um público-alvo.

A verdade é que, assim como muita coisa no mundo do e-commerce, o marketing no Instagram não é uma receita de bolo. Portanto, não se sinta pressionado a seguir uma estratégia geral que não tenha muitos pontos em comum com a sua marca. Lembre-se de que você pode, por exemplo, compartilhar fotos exclusivas, gravar stories e vídeos ao vivo sobre o processo de montagem de uma campanha, realizar sorteios ou até mesmo entrar em contato com famosos (tudo isso por meio da plataforma).

DICA DE LEITURA: Como usar o Instagram para vender na internet

14. YouTube

Quando falamos de conteúdo inédito e inovador, precisamos obrigatoriamente falar do YouTube, uma plataforma gigante que já ultrapassou os limites dos vídeos e hoje aparece até como resultado de pesquisa em mecanismos como o Google e o Yahoo.

É importante lembrar que você não precisa criar um vídeo viral para conseguir atrair um tráfego significativo; mas você pode, e deve, criar vídeos para anunciar os seus produtos ou pedir para que outros YouTubers avaliem uma amostra gratuita deles. Lembre-se: vídeos e conteúdos produzidos por você implicam em um maior controle da narrativa e do modo como os clientes perceberão a sua loja.

DICA DE LEITURA: Como ganhar dinheiro no YouTube (sem precisar de milhões de seguidores)

15. Faça um sorteio de produtos

Os sorteios são uma das melhores estratégias para atrair a atenção de clientes ou seguidores ainda não fidelizados, justamente porque você está anunciando um produto de graça – e todo o mundo se interessa por ganhar alguma coisa sem precisar pagar nada por isso!

Por mais que sejam divertidos, é importante lembrar que os sorteios precisam ser gerenciados com muito cuidado e precaução: planeje bem o produto, a forma como o sorteio será realizado e delimite com clareza e objetividade os prazos e as regras.

DICA DE LEITURA: Como expandir sua empresa com sorteios e concursos virais

Tudo pronto? Então vamos lá!

Todo empreendedor sabe que os produtos não se vendem sozinhos – e que é necessário investir tempo, vontade e dinheiro em anúncios e estratégias de marketing. Por isso mesmo, esperamos que esta pequena lista possa ajudar ou inspirar os seus próximos passos. Boa sorte!


Which method is right for you?Sobre a autora

Gabriela Jungblut é editora-chefe do blog da Shopify em português, gestora de marketing de conteúdo para o mercado brasileiro, tradutora e intérprete de conferências.

Post original em inglês: Casandra Campbell

Tradução e localização: Marcela Lanius

Você tem dúvidas sobre a Shopify?

Escreva um e-mail para a nossa equipe de atendimento em português!

atendimento@shopify.com