Plataforma de e-commerce: saiba como encontrar a solução ideal para o seu negócio

Fevereiro 01, 2018 7 translation missing: pt-BR.blogs.article.read_time

Quando um empreendedor decide abrir uma loja de rua ou dentro de um shopping, uma das principais preocupações deve ser o local, certo? É necessário verificar a infraestrutura, se tem água, luz e internet, como são os espaços para exposição do produto e estoque, a localização e, se for alugado, o custo-benefício. No caso das lojas virtuais não é muito diferente. Podemos dizer, inclusive, que uma boaplataforma de e-commerce corresponde a uma estrutura física adequada.

Em resumo, a plataforma de e-commerce é um local dentro da web no qual sua loja virtual será instalada. Ela é o sistema responsável pelo gerenciamento e a visualização de um e-commerce, incluindo elementos como preço, exposição dos produtos, formas depagamento online, acesso aos consumidores e marketing.

A escolha da plataforma de e-commerce, então, é tão importante quanto a do local de uma loja física. Uma decisão errada pode acarretar em prejuízos futuros. Imagine, por exemplo, um comércio instalado em uma sala que não conta com um espaço para uma vitrine. A tarefa de apresentar os produtos fica bem mais difícil, não é verdade?

O mesmo vale para o universo do varejo virtual. Se não for oferecida uma boa solução de apresentação dos produtos e das promoções, o empreendedor terá problemas, ainda mais se considerarmos o nível cada vez maior de concorrência do mercado.

Para não cair em armadilhas ou trocar o certo pelo duvidoso, alguns pontos importantes precisam ser levados em consideração na hora de contratar a plataforma de e-commerce para o seu negócio. Então, para ajudá-lo nessa missão, vamos apresentar neste artigo uma série de questões que podem impactar no resultado final da sua empresa. Acompanhe!

Junte-se a milhares de empreendedores digitais. Assine nossa newsletter!



Tipos de plataforma de e-commerce:

O mercado oferece diferentes tipos de plataformas de e-commerce, que funcionam pior ou melhor de acordo com as finalidades pretendidas pelo usuário, que variam em níveis de usabilidade, valor, interação com programações externas e o que mais você imaginar. É preciso olhar para suas prioridades ou, pelo menos, decidir o que você não deseja, levando em conta que, quanto mais possibilidades, mais dinheiro investido.

De acordo com umapesquisa do Sebrae realizada em 2016, a mais utilizada pelos empreendedores é a alugada, escolhida por 45% dos entrevistados. Nesse modelo, geralmente, há uma mensalidade que varia de acordo com os recursos utilizados ou com o número de acessos.

Existem ainda as gratuitas, que são escolhidas por 14% dos empreendedores e costumam ter o código-fonte aberto, permitindo, assim, alterações e personalização da solução. Outros 32% dos entrevistados utilizam plataformas próprias, ou seja, que foram desenvolvidas pela própria empresa. Ainda foram mencionados redes sociais, marketplaces ou shopping virtuais e aplicativos mobile.

É justamente por conta de opções tão distintas que precisamos estar atentos aos diferentes aspectos das plataformas de e-commerce. Entenda melhor!

Aspectos relevantes na escolha da plataforma de e-commerce:

O ponto de partida para a análise da plataforma ideal começa dentro do seu próprio negócio. Antes de sair em busca da solução mais adequada, você precisa fazer algumas perguntas: quais são as necessidades da sua empresa? Qual a expectativa de crescimento? O quanto de fôlego de investimento você dispõe?

Sua missão é escolher uma plataforma de e-commerce que não ofereça a mais do que você precisa e, ao mesmo tempo, que esteja aquém do seu potencial e, por isso, não atenderá bem suas demandas.

A lógica é mais ou menos parecida com a de alguém que decide aprender a fotografar e compra uma câmera com o objetivo principal de fazer imagens de festas de família ou, no máximo, de encontros com amigos. Nesses casos, não há a necessidade de adquirir máquinas muito sofisticadas e lentes com tanto alcance, que costumam ser usadas, por exemplo, por profissionais que cobrem esportes e fotografam a natureza.

O ideal é que a pessoa procure uma loja e compre uma máquina que esteja de acordo com essa necessidade inicial. Se, mais para frente, ela pegar gosto e resolver se profissionalizar, aí, sim, pode ir em busca de um equipamento mais potente.

No caso de um e-commerce pequeno, que está começando e tem uma pretensão modesta, uma solução muito sofisticada pode acabar atrapalhando e tornando o dia a dia nesse início de jornada mais complicado do que deveria ser. Ao longo do tempo, de acordo com o crescimento, isso pode ser revisto.

Depois de considerar esse aspecto, é hora de ir para a análise mais pontual. Confira algumas características que a plataforma de e-commerce a ser escolhida precisa ter:

Um bom suporte ao cliente:

Quem trabalha com tecnologia sabe que, por melhor que seja uma solução, é sempre importante contar com a possibilidade de erros. Por isso, levar em consideração o suporte oferecido pela fornecedora da plataforma de e-commerce é fundamental. Ficar na mão em momentos importantes, como aBlack Friday, pode ser traumático e até mesmo desastroso. Certifique-se de que seus chamados serão atendidos pela empresa parceira.

Integração com um bom sistema de pagamento online:

Omeio de pagamento online é justamente por onde entram as receitas da loja virtual. Sendo assim, é importante você analisar bem o que a plataforma oferece em relação a esse requisito. O ideal é que exista a possibilidade de integração com outras soluções.

OWirecard, inclusive, tem uma solução de pagamento multicanal e que ainda cuida da fraude, da segurança de dados, dos contratos e de toda a burocracia para aceitar pagamentos online. Clique aqui e conheça melhor.

Velocidade no carregamento do site:

O seu site não pode demorar para abrir. Se isso acontecer, é grande a chance de que o potencial comprador desista de sua loja. Você sabe, as pessoas estão cada vez mais em busca de agilidade em suas atividades. Então, considere a velocidade um fator importante na escolha da plataforma de e-commerce. Aproveitando o exemplo que citamos antes, imagine uma página lenta em dia de Black Friday, depois que você bolou toda uma estratégia de vendas… Quer dizer, é melhor nem imaginar.

Amigável no mobile:

De acordo com o estudo Webshoppers, realizado pelo Ebit, empresa referência no setor, as vendas por dispositivos móveis cresceram 35,9% em 2016 e já alcançam share de 24,6% de todas as vendas do mercado de e-commerce. Ter umdesign responsivo, ou seja, ser adaptável para leitura em dispositivo móvel, é fundamental para um e-commerce.

Custos que caibam no seu bolso:

Como falamos anteriormente, a plataforma de e-commerce não precisa ultrapassar suas necessidades. Além da parte técnica, isso tem a ver também com custos. A contratação dessa estrutura virtual não pode comprometer a saúde financeira do seu negócio, consumindo demais seus recursos. O ideal é trabalhar com um custo-benefício equilibrado.

Layout personalizável:

A cara do seu e-commerce é um dos aspectos mais importantes do negócio. Em grande parte, ela é responsável por atrair os clientes e por passar credibilidade a eles. A plataforma, portanto, precisa dispor de flexibilidade para que você trabalhe o layout de maneira personalizada, além do padrão oferecido.

SEO (Search Engine Optimization):

Ser encontrado pelos motores de busca do Google é vital para uma loja virtual. Afinal, é pelo buscador que milhões de pessoas resolvem muitos de seus problemas. Sendo assim, é importante que a plataforma ajude seu negócio a cumprir com as principaisregras de SEO (Search Engine Optimization) da gigante da internet.

Como fazer sua loja ser vista? Está aí um assunto que vale um aprofundamento, pois é o segredo que trará atenção para o seu produto e mostrará seu valor no universo de ofertas que temos no dia a dia. Sobre esse assunto nós disponibilizamos o e-book Marketing Digital para Empreendedores de E-commerce. Com ele, você aprende maneiras de deixar o seu e-commerce nas primeiras posições do Google, garantindo que a sua taxa de conversão seja cada vez maior. Clique no banner abaixo e faça o download gratuitamente:

ebook-marketing-digital-para-empreendedores-de-ecommerce

Integração com ERP (sistema integrado de gestão empresarial):

Se você ainda não utiliza, é muito provável que um dia venha a usar uma solução de ERP para lidar com as informações do seu negócio. Sendo assim, a possibilidade deintegração com um sistema de gestão empresarial (ERP) é uma característica que pode ajudar bastante na hora de escolher a sua plataforma de e-commerce.

Integração com marketplaces:

Os marketplaces são soluções bastante procuradas por donos de lojas virtuais, uma vez que esses espaços podem ser uma estratégia excelente para aumentar o alcance de e-commerces. Então, se você ainda não estiver em um, é possível que venha a considerar essa opção para o futuro. Por isso, a plataforma precisa oferecer aintegração com marketplace, demonstrando que seus desenvolvedores estão antenados.

UX (User Experience):

Aexperiência do usuário é uma característica que vale para os dois lados, empreendedor e cliente. Esse é um aspecto que deve ser considerado na escolha da plataforma de e-commerce, pois você passará um bom tempo mexendo nas funções administrativas. Ao mesmo tempo, essa decisão vai impactar na experiência dos consumidores, já que uma plataforma melhor pode proporcionar uma navegação igualmente positiva, garantindo uma uma boa experiência de compra em seu site. Dessa forma, há também um ganho na aquisição de clientes.

Integração com redes sociais:

Não é segredo nenhum que as pessoas passam boa parte do tempo nas redes sociais. Nesses espaços encontram de tudo, incluindo os produtos que precisam. Por isso, a plataforma a ser escolhida precisa ser integrada com todas as principais redes, como Facebook, Instagram, Twitter e YouTube. Isso ajudará muito no marketing em redes sociais da sua loja, sendo útil, inclusive, para medir a fidelização dos clientes. O mesmo vale para ferramentas como Google Analytics, Adwords e Facebook Ads, que ajudam na mensuração e divulgação da marca.

Evolução dos serviços:

Estamos vivenciando um momento de avanços tecnológicos cada vez mais rápidos e intensos. E as plataformas de e-commerce não fogem dessa regra. Então, é importante que você verifique a capacidade da fornecedora do serviço de apresentar evoluções. Para isso, pesquise bastante com usuários e frequente grupos de discussão para saber se a plataforma de e-commerce pela qual vai decidir está alinhada com o futuro que você deseja para seu negócio.

Carteira de clientes:

Outro importante ponto de análise para a escolha da plataforma de e-commerce é a carteira de clientes da sua empresa. Você pode observar se existem lojas com portes parecidos com o da sua, avaliando, assim, a relevância da solução para o seu negócio.

São muitos pontos a serem analisados, não é mesmo? Por isso, repetimos: analise todos detalhadamente e com calma, pois isso fará a diferença para o sucesso do seu empreendimento. Ficou com alguma dúvida?Converse com a gente! OWirecard conta com especialistas em e-commerce que podem ajudar você a encontrar o melhor caminho.

O post Plataforma de e-commerce: saiba como encontrar a solução ideal para o seu negócio apareceu primeiro em Wirecard.



Ver artigo completo

Confira 10 dicas para escolher a melhor máquina de cartão de crédito para o seu negócio

Novembro 13, 2018 6 translation missing: pt-BR.blogs.article.read_time 0 Comentários

Wirecard Brasil: mais soluções de pagamento para o seu negócio

Outubro 23, 2018 2 translation missing: pt-BR.blogs.article.read_time 0 Comentários

Como acertar na precificação de produtos no e-commerce

Outubro 17, 2018 1 translation missing: pt-BR.blogs.article.read_time 0 Comentários

Receba o Newsletter Empreendify