Como escolher a melhor plataforma de marketplace para o seu próprio shopping virtual

22 Setembro, 2017

Atualizado por André Lucio de Oliveira – 17/01/2019

Escolher uma plataforma de marketplace adequada é o primeiro passo para quem deseja abrir o seu próprio negócio neste segmento. Conhecidos como shoppings virtuais, os marketplaces têm conquistado a confiança de lojistas e a preferência de consumidores, mas, para alcançar resultados positivos, contar com um site que ofereça uma boa experiência aos clientes é essencial!

Segundo o estudo E-commerce Radar, em 2017, 31,5% dos pedidos feitos no comércio eletrônico brasileiro foram efetuados por meio dos marketplaces. Já no primeiro semestre de 2018, segundo o mesmo relatório, o índice cresceu para 35%. Os números demonstram que a participação dos marketplaces é fundamental para o e-commerce nacional e quem trabalha e compra nesse segmento conhece bem os seus benefícios.

Assine nossa newsletter e junte-se a milhares de empreendedores!

Para os consumidores, os marketplaces, que realmente funcionam como shoppings virtuais, reunindo diversos e-commerces em uma mesma plataforma, são sinônimo de mais facilidade na busca de produtos, na comparação de preços e nas compras. Afinal, é possível fazer várias pesquisas e adquirir diversos itens em um só site, de forma muito rápida e simples.

Já para os vendedores, os marketplaces trazem mais visibilidade, ainda mais quando se trata de negócios pequenos, que buscam espaço neste setor. Além da credibilidade conquistada por estar em um marketplace de confiança, vender neste segmento pode diminuir alguns custos, como em relação ao marketing e à gestão dos pagamentos, por exemplo.

Por fim, para quem administra um marketplace, os benefícios deste modelo de negócio incluem a não preocupação com processos como estoque e logística — atividades que ficam a cargo de cada e-commerce — e uma boa monetização. No entanto, para garantir a lucratividade, é indispensável atrair muitos vendedores, o que, por consequência, também aproxima consumidores e vice-versa.

Nesse sentido, oferecer uma boa experiência para lojistas e compradores é indispensável, e tudo começa pela escolha da plataforma de marketplace. Para tomar a melhor decisão, é necessário analisar diversos fatores, desde o layout do site até a integração de serviços importantes para esse modelo de negócio, como o split de pagamento.

E pensando nisso, nós apresentamos neste artigo algumas dicas importantes que você deve levar em consideração ao escolher a melhor plataforma de marketplace para a sua empresa. Acompanhe!

Entenda as alternativas de plataforma de marketplace

Para criar um marketplace, há duas opções em se tratando do desenvolvimento do site. Você pode programá-lo do zero e fazer a personalização da plataforma conforme o perfil do seu negócio, as suas necessidades e vontades ou contratar o serviço de uma plataforma de marketplace. Veja:

Desenvolvimento de um site próprio: se você não é um programador ou não tem ninguém em sua equipe que sabe desenvolver um site para vendas e quer um site desenvolvido do zero, o primeiro passo é terceirizar esse serviço. Nesse caso, você precisa arcar com custos tanto na criação da plataforma quanto na manutenção dela.

O preço para a contratação de uma agência de desenvolvimento ou de um profissional autônomo pode variar de acordo a empresa e o desenvolvedor e também conforme a complexidade do seu projeto. Quanto maior a complexidade do marketplace, maior será o esforço técnico em desenvolver um site que atenda aos critérios desejados, aumentando os custos do serviço.

O modelo de cobrança das agências e profissionais de desenvolvimento é diferente das plataformas, já que o custo é centralizado no desenvolvimento técnico e funcional do site e nos aspectos visuais dele, como elaboração do layout, identidade visual, entre outros fatores.

Depois de desenvolver o marketplace, as agências disponibilizam o código fonte para o dono do site e, a partir daí, ele é o responsável pela administração da plataforma. No entanto, caso haja dificuldades em manter o site funcionando, as empresas disponibilizam um serviço de monitoria, com manutenção e suporte, por um custo adicional.

Contratação de plataforma de marketplace: essas ferramentas são oferecidas por empresas especializadas no desenvolvimento e na manutenção de uma estrutura completa para a criação de um site para vendas. Existem várias plataformas disponíveis no mercado e é importante analisar as características de cada uma, assim como a que mais se enquadra no seu orçamento.

Cada plataforma cobra uma porcentagem, dependendo das funcionalidades que o seu marketplace utiliza. O Mercado Livre, por exemplo, gasta 11% do seu faturamento com o uso da plataforma. Mas claro que isso dependerá do porte do seu shopping virtual. Ou seja, quanto maior a complexidade operacional do marketplace, maiores são os gastos com a plataforma.

Além disso, a maioria das plataformas de marketplace cobra por set-up. Então, ao pesquisar sobre as plataformas, procure saber sobre os custos para implementação também. Faça uma lista com as funcionalidades que o seu shopping virtual precisa e veja como funcionam as cobranças. E entre em contato com o maior número de plataformas para entender as propostas comerciais de cada uma.

Como dissemos, a melhor alternativa entre desenvolver um site novo ou contratar uma plataforma depende da sua capacidade de investimento e de qual serviço atende melhor às suas necessidades. Em geral, o mais indicado é iniciar com uma plataforma, a fim de validar o seu modelo de negócio gastando o mínimo possível.

Depois, estando certo dos bons resultados, você pode escolher entre continuar com a plataforma ou investir no desenvolvimento de um site próprio. Dessa forma, você não paga as taxas relacionadas à plataforma e obtém uma margem de lucro ainda maior com o seu marketplace.

Como escolher a plataforma de marketplace ideal

Além de decidir entre o desenvolvimento de um site próprio e a contratação de uma plataforma de marketplace, existem outros fatores importantes que você precisa considerar antes de escolher a melhor opção para o seu negócio.

Vale lembrar que, apesar do custo ser um aspecto determinante, principalmente quando você está começando neste segmento, ele não é o único ponto a ser avaliado. A plataforma de marketplace precisa oferecer uma boa experiência aos lojistas e compradores, deve ser fácil de gerenciar e é fundamental que também esteja preparada para o crescimento do seu negócio.

Pensando nisso, veja algumas dicas sobre o que analisar antes de decidir:

#1 Priorize boas experiências:

Ao escolher uma plataforma de marketplace, você precisa pensar, em primeiro lugar, na experiência que os lojistas e compradores terão ao utilizá-la. É fundamental que ela ofereça uma navegação fácil e intuitiva, que seja simples de usar. Afinal, de nada adianta oferecer bons produtos ou serviços se o cliente desiste da compra porque não consegue navegar pelo site.

Lembre-se de que quanto menos contatos de suporte seus lojistas precisarem, maior será a escalabilidade do seu negócio. Além disso, avalie também a experiência que você, gestor do marketplace, terá ao utilizar a plataforma.

Como você é o encarregado da administração do site, é essencial que tenha acesso aos dados administrativos do negócio. Com essas informações em mãos, você pode gerenciar todos os pedidos com muito mais facilidade, controle e rapidez.

Ainda em relação a oferecer uma boa experiência, uma plataforma para marketplace precisa oferecer facilidade na hora de criar as páginas de produtos ou serviços, afinal, elas são extremamente importantes e influenciam diretamente na decisão de compra dos visitantes.

Prova disso é que, segundo o estudo Comportamento de compra do consumidor online, realizado pela CNDL (Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas) e pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito), 46,7% das pessoas sempre buscam informações na internet antes de adquirir produtos ou serviços.

Além disso, de acordo com a pesquisa Hábitos de compra do consumidor online, realizada pela empresa de tecnologia Birdie, 78% dos consumidores online já desistiram de uma compra por não ter confiança nas informações oferecidas sobre um produto e 52,2% deles consideram a descrição do produto ou serviço essencial para decidirem sobre a compra.

#2 Facilite a gestão com o split de pagamento:

Neste modelo de negócio, uma das preocupações dos administradores de marketplaces e também dos lojistas é a distribuição correta dos pagamentos. Isso porque, neste segmento, milhares de pedidos são feitos todos os dias e um mesmo cliente pode adquirir produtos de diversos vendedores em uma única compra. Dessa forma, dividir as comissões corretamente é fundamental.

Para facilitar esse trabalho, é importante que a sua plataforma de marketplace possa ser integrada a um split de pagamento, uma ferramenta que permite a divisão automática dos pagamentos entre o site e todos os seus vendedores. Com o split, os clientes podem adquirir produtos de lojistas diferentes em uma só compra e todos os vendedores têm a certeza de contar com os valores de cada venda de forma automatizada.

Por isso, quando você procurar por uma plataforma de marketplace, verifique se ela já conta com esse serviço se pode ser integrada a um meio de pagamento que oferece o split. Integrando o split de pagamento da Wirecard, por exemplo, você tem acesso a uma estação de trabalho completa que indica todas as transações feitas no marketplace.

Essa funcionalidade torna mais prático o processo de conciliação financeira, garantindo um repasse fácil e confiável dos valores aos seus vendedores, de acordo com a regra determinada pelo seu marketplace.

#3 Pense no crescimento do seu marketplace:

O objetivo de todo empreendedor é fazer com que a sua empresa cresça. Mas, mais do que almejar o crescimento do seu marketplace, também é necessário prepará-lo para sustentar esse crescimento. E isso começa ao escolher uma plataforma escalável.

Esse tipo de plataforma é aquela que é flexível em relação à negociação de taxas, isto é, que oferece condições a médio e longo prazos, sem exagerar na cobrança quando seu marketplace começar a crescer tanto no número de vendedores quanto no volume de visitas.

Além disso, é necessário se certificar de que a plataforma de marketplace tem estrutura para que o site funcione bem mesmo com um número maior de visitas. Se ela não suportar essas condições de crescimento, é muito provável que o site e a reputação do seu marketplace sejam prejudicados.

#4 Busque a mensuração de dados:

Acompanhar os resultados é importante em empresas de qualquer porte e segmento e não é diferente para os marketplaces. Você precisa ter acesso a dados sobre as suas operações para ter mais assertividade ao tomar decisões e implementar melhorias contínuas no negócio.

Mensurar dados como o número de visitantes, os índices de abandono de carrinho, chargeback, fraudes e outros fatores de trackeamento são essenciais. Afinal, ter uma visão sobre eles vai ajudar você a entender como anda a performance do seu marketplace dentro do mercado.

Dessa forma, escolha uma plataforma de marketplace que facilite a visualização desses e de outros dados relevantes para o site. Leia as funcionalidades de cada uma e, se possível, realize um contato comercial para tirar todas as suas dúvidas e assistir a uma demonstração.

Conheça algumas plataformas de marketplace disponíveis no mercado

Agora que você já sabe como escolher a plataforma de marketplace, vamos apresentar um guia com algumas das opções disponíveis no mercado para facilitar a sua pesquisa. Ao conhecê-las, lembre-se de avaliar todos os aspectos que falamos neste artigo!

Flexy:a Flexy é uma plataforma de marketplace que foca na flexibilidade dos usuários. A solução da empresa permite que cada vendedor administre os seus produtos, pedidos e promoções, enquanto o gestor do marketplace consegue mensurar os dados de todas as lojas em um único painel administrativo.

Com a plataforma da Flexy, os compradores podem adquirir produtos ou serviços de diversos lojistas diferentes em um mesmo carrinho, já que, após a compra, os valores são divididos e distribuídos aos vendedores graças ao split de pagamento.

Wave Lojas Virtuais:a Wave Lojas Virtuais é uma empresa que fornece tanto plataformas para marketplace quanto para e-commerces. As principais características da plataforma de marketplace da Wave são o acesso restrito por seller para o cadastro de produtos e controle de pedidos, o fornecimento de um sistema de comissões personalizado por seller, o meio de pagamento direto ou indireto e um painel administrativo exclusivo para o gestor do marketplace.

Toro Marketplace:a Toro Marketplace é uma plataforma que desenvolve marketplaces em Magento, uma das melhores e mais robustas soluções open-source. Essa plataforma fornece um espaço virtual com sellers ilimitados, sistema de comissionamento e um painel administrativo para facilitar o gerenciamento do marketplace.

Além disso, a Toro Marketplace possui a ferramenta de split de pagamento automático integrada e conta com outras funcionalidades, como a área restrita para o cadastro de produtos e controle de pedidos por parte do seller e o checkout transparente, que impede o redirecionamento do comprador no momento da finalização da compra, aumentando as conversões.

N2N Virtual:a plataforma de marketplace N2N Virtual foca no fácil gerenciamento do marketplace, com baixo investimento e suporte tecnológico. Essa solução conta com várias funcionalidades, como o split de pagamento, a gestão autônoma do seller, geolocalização, controle de cobrança, agendamento de entrega, personalização de design e muito mais.

Essa plataforma de shopping virtual trabalha com 3 módulos de marketplace: para produtos ou serviços com um preço fixo, chamado de módulo vitrine; para negociação de serviços por meio de propostas, conhecido como módulo negociação; e para negociação de instalação ou montagem de produtos adquiridos em algum e-commerce, chamado de módulo negociação integrado com e-commerce.

Além dessas opções, existem muitas outras disponíveis no mercado. E nunca é demais reforçarmos: antes de contratar a plataforma de marketplace, procure conhecer todas as suas funcionalidades e compará-las às necessidades do seu negócio. Vale marcar uma visita e falar com a equipe de cada empresa para conhecer melhor as plataformas e ter mais segurança para decidir entre elas.

Assine nossa newsletter e junte-se a milhares de empreendedores!

Conheça algumas opções de agência de desenvolvimento web

As plataformas são soluções mais indicadas para quem está iniciando um marketplace e quer testar esse modelo de negócio sem gastar um valor excessivo para isso. Porém, você também pode optar pelo desenvolvimento de uma plataforma própria e personalizada para o seu negócio e, por isso, nós elencamos a seguir algumas agências de desenvolvimento web que criam sites sob demanda. Olha só:

Agência Abound:a Agência Abound conta com um serviço especializado de desenvolvimento de marketplaces e permite que você escolha um layout personalizável, de acordo com a estratégia de público do seu marketplace.

Ela desenvolve sites compatíveis com todos os navegadores e dispositivos, isto é, para smartphones, tablets e computadores, além de desenvolver técnicas funcionais de SEO para que o seu marketplace esteja entre as primeiras posições orgânicas no Google e em outros buscadores. Outro ponto interessante da Agência Abound é que ela fornece um painel administrativo que permite a atualização de informações do marketplace sem a necessidade de muito conhecimento técnico.

Agência Digital Chleba:a Agência Chleba oferece a possibilidade de integrar múltiplos sellers e realizar o cálculo de frete específico para cada um dos lojistas dentro da sua plataforma de marketplace. A empresa também elabora um projeto visual personalizado, um serviço de busca inteligente dentro do marketplace e possui suporte para SEO, com foco na geração de tráfego.

O serviço da Chleba conta com 4 módulos: administrativo do seller, administrativo do gestor do marketplace, integrador de produtos e preço das lojas e business intelligence, uma ferramenta importante para acompanhamento e análise de dados.

Web Jump:a Web Jump desenvolve marketplaces utilizando a solução Magento tanto na versão Enterprise quanto na Community. Dessa forma, o empreendedor pode entrar nesse modelo de negócio com a versão Community, que exige menos investimento, passando à versão Enterprise quando as vendas e o fluxo de tráfego indicarem essa possibilidade de investimento.

Vale lembrar que, além das empresas que citamos, há outras agências de desenvolvimento que prestam esse serviço. Antes de contratar, converse com a equipe, fale sobre suas necessidades e expectativas e deixe tudo alinhado. Dessa forma, os profissionais têm mais facilidade em desenvolver a plataforma que você espera e a possibilidade de você ficar satisfeito com o serviço é muito maior!

Escolha a melhor plataforma de marketplace e faça a sua empresa crescer

Montar um shopping virtual e garantir que ele tenha uma boa performance é um desafio. E tomar boas decisões é o passo mais importante para que ele cresça e obtenha bons resultados. Nesse sentido, como você viu, avaliar as plataformas de marketplace e escolher a mais adequada para o seu modelo de negócio é essencial!

Se você possui conhecimento técnico para desenvolver um site próprio, ou condições financeiras para contratar um desenvolvedor especializado nisso, vale a pena avaliar essa possibilidade de investimento. Já se o seu foco é construir um shopping virtual com investimentos menores no início, a escolha de uma boa plataforma de marketplace é a opção mais aconselhada.

Nós citamos aqui algumas das plataformas mais conhecidas do mercado, mas elas não são as únicas disponíveis. Vale a pena fazer uma boa pesquisa e conhecer as funcionalidades de cada uma delas para ter mais assertividade e segurança nessa escolha extremamente importante para o seu negócio.

A nossa ideia é oferecer um bom norte para você desenvolver a sua estratégia com mais eficiência e escalar o seu marketplace rapidamente. Por isso, se você ficou com alguma dúvida, não deixe de escrevê-la nos comentários. Nossa equipe está à disposição para ajudar! Além disso, se você já passou por essa fase e quer contar as suas experiências e opiniões, fique à vontade para escrever seu comentário e contribuir para a conversa.
Ah, e aproveite também para conhecer a solução da Wirecard para marketplaces, que conta com a ferramenta de split de pagamento mais completa no mercado. Com ela, você também tem mais facilidade no cadastro dos vendedores, praticidade na gestão de todas as vendas e a possibilidade de adaptar o serviço conforme as particularidades do seu marketplace. Acesse o nosso site e conheça!

O post Como escolher a melhor plataforma de marketplace para o seu próprio shopping virtual apareceu primeiro em Wirecard.